Blog do Bryan Rafael - Notícias de Zé Doca e Região

Índios são presos pela Polícia Federal suspeitos de assassinar líder indígena no Maranhão

A Polícia Federal no Maranhão (PF) informou nesta quarta-feira (22) que prendeu dois suspeitos de assassinar o líder indígena Zezico Guajajara, que foi encontrado morto no último dia 31 de março, próximo a Aldeia Zutiuá no município de Arame, localizado a 476 km de São Luís. A prisão foi realizada na última segunda-feira (20).

 

Os agentes da PF cumpriram dois mandados de busca e apreensão expedidos pela 2ª Vara da Justiça Federal na casa dos investigados, que ficam localizadas na Terra Indígena Araribóia, no sul do estado. Os investigados também são índios e moravam na mesma aldeia que Zezico Guajajara vivia.

 

De acordo com a PF, no momento da operação os suspeitos não foram encontrados. O delegado responsável pelo inquérito fez contato com o advogado dos investigados, e após uma negociação, afirmou que os eles seriam apresentados na sede da Delegacia da Polícia Federal em Imperatriz, cidade a 629 km de São Luís.

 

Após terem sido apresentados, os suspeitos foram presos e encaminhados ao sistema prisional do Maranhão. Segundo a PF, eles foram indiciados por homicídio, previsto no art. 121 do Código Penal, que requer pena entre seis e 20 anos de prisão.

 

A motivação do crime não foi divulgada pela Polícia Federal. As investigações foram realizadas inicialmente pela Polícia Civil do Maranhão, por meio da delegacia de Barra do Corda, apontaram que os suspeitos eram da mesma aldeia que Zezico Guajajara. Em seguida, a PF assumiu as investigações do caso e apresentou a denúncia à Justiça Federal.

 

Na época, logo após o crime, lideranças indígenas da região relataram que Zezico Guajajara vinha recebendo ameaças de morte por conta de conflitos internos dentro da Aldeia Zutiuá. O índio chegou a formalizar denúncias a respeito de ‘atos de violência’ praticados por outros indígenas dentro da aldeia para a Fundação Nacional do Índio (Funai) e para Polícia Federal (PF).

 

Via enquanto isso no maranhão

Com medo do coronavírus, homem não retorna do semi-aberto e acaba sendo preso pela Polícia Civil em Zé Doca

A Polícia Civil de Zé Doca deu cumprimento a mandado de prisão em desfavor de homem de 36 anos, tendo em vista ele que não retornou à UPR no final do prazo de saída temporária.

 

O preso, que cumpre pena por tráfico de drogas cometido em Santa Luzia do Paruá, não retornou para a unidade prisional e requereu a antecipação da progressão de regime (para aberto) ou prisão domiciliar, usando como argumento a crise causada pelo COVID-19, aduzindo que as unidades prisionais poderiam ser foco de contágio de disseminação do vírus, fundamento que foi refutado pelo Órgão Ministerial e Poder Judiciário.

Mesmo com casos positivo de coronavírus em Zé Doca, Caixa Econômica segue aglomerando centenas de pessoas

Em meio a confirmação dos primeiros casos positivo do novo coronavírus (COVID-19) em Zé Doca, a Caixa Econômica no centro da cidade segue aglomerando centenas de pessoas.

 

Apesar do intenso trabalho conjunto da policia militar, guarda municipal, secretaria de saúde e carros de som da prefeitura na orientação quanto ao distanciamento, a população segue desrespeitando às normas sanitárias de combate a doença.

Santa Inês confirma mais um caso de Coronavírus. Confira !

A Secretaria Municipal de Saúde de Santa Inês, através do DECOM (Departamento de Comunicação), informou que subiu para 2 os casos de pessoas infectadas com o coronavírus e que 15 casos estão sendo acompanhados e devidamente monitorados por equipes de Vigilância Epidemiológica da secretaria e que todas seguem em isolamento domiciliar.

 

O boletim eletrônico informa ainda, que dos dois casos confirmados, um se encontra no HCI de São Luís e o outro encontra-se em isolamento domiciliar e em situação estável em Santa Inês, 9 casos foram descartados e um total de 54 foram notificados no município.

 

Via Agora Santa Inês

Jornalista Roberto Fernandes morre vítima da Covid -19

O jornalista do Sistema Mirante de Comunicação, Roberto Fernandes morreu vítima do novo coronavírus. A informação foi confirmada pelo pai do comunicador.

 

De acordo com informações, o jornalista teve morte cerebral na segunda-feira (20), mas só foi divulgada nesta terça-feira (21).

 

Ele estava internado no Hospital UDI há cerca de 30 dias com um quadro de pneumonia. Após exame, foi descoberto que o jornalista tinha sido infectado pela Covid-19.

 

Fernandes era funcionário do Grupo Mirante, onde atuava como apresentador do jornal Bom dia Mirante e radialista na Mirante AM.

 

O blog se solidariza com os familiares e amigos desse grande jornalista.

Comerciante é executado a tiros em Santa Inês

No início da noite desta segunda-feira (20), por volta das 22:30h foi executado um açougueiro identificado como “Carlos da Carne” com vários tiros. O crime aconteceu no seu local de trabalho um açougue nas proximidades do Terminal Rodoviário de Santa Inês.

 

Segundo informações de quem estava no local do ocorrido, chegaram dois homens usando capacete com viseira fumê em uma motocicleta de cor não identificada e efetuaram vários tiros contra a vitima.

 

De acordo com familiares, devido a demora da chegada da polícia tomaram as devidas providências por conta própria, em retirar o corpo do local e levara-lo até hospital Municipal Tomaz Martins. Porem Carlos já deu entrada no hospital em óbito.

 

Via Francisco Vale

Após ser atraída por um homem, criança é brutalmente assassinada no Maranhão

Uma criança de aproximadamente oito anos , foi brutalmente assassinada aparentemente a pauladas, após ter saído para brincar no município de São João dos Patos. Ele estava na companhia de outro amigo e teria sido atraído para um galpão.

 

No local, uma das crianças conseguiu fugir e avisou os familiares. Já a outra vítima teria ficado em posse do assassino, que teria matado a criança a pauladas, já que seu corpo foi encontrado bastante machucado e com a cabeça e rosto desfigurados.

 

A Polícia Militar já está fazendo buscas para encontrar o suspeito e uma equipe do IML foi acionada para fazer a remoção do corpo, que será levado Timon, onde passará por exames para auxiliar no trabalho de investigação da Polícia Civil.

 

Via enquanto isso no Maranhão 

Prefeitura de Zé Doca antecipa pagamento dos servidores municipais devido ao novo coronavirus

A prefeitura de Zé Doca comunica a antecipação do pagamento dos servidores municipais em datas diferentes de acordo com a sua área.

 

A antecipação foi determinada pela prefeita Josinha Cunha.

 

A medida busca tranquilizar a todos neste momento onde o mundo enfrenta a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

 

A prefeitura ainda reforça o pedido aos servidores que façam uso de aplicativos no sistema de internet banking para o pagamento de contas e outras ações, evitando assim sair de casa.

Terceiro caso de coronavírus é confirmado em Zé Doca

Terceiro caso de coronavírus foi registrado em Zé Doca neste sábado (18), de acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado agora a pouco. Trata-se de uma mulher de 39 anos que também teve contato com o primeiro caso confirmado. 

 

A mulher já esta em recuperação e encontra-se em isolamento domiciliar.

 

A secretaria municipal de saúde segue reforçando a necessidade do distanciamento social e do reforço na higienização das mãos, bem como na importância no uso da máscara.